quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Pintando Razão e Sensibilidade

Impressões do III Encontro Internacional da Casa Warat.


Esses dias tive a oportunidade de viajar para vários lugares. Visitei São Paulo, Brasília, Buenos Aires, Bahia, minha Cidade de Goiás... pude conhecer pessoas encantadoras, extremamente sensíveis e amáveis, vivenciar o caos e a tranquilidade, compartilhar experiências e idéias, sorrir e cantar e dançar na chuva.

Pude acreditar que é possível sim SENTIR e somente sentir, sem precisar necessariamente das palavras, e ser compreendida assim.
Pintamos, dançamos, sentimos o chão com os pés descalços, nos tocamos de olhos fechados, sentimos frio e calor, nos refrescamos em uma cachoeira casamenteira, vimos a cidade de Goiás coberta de neve e de cronópios.

Fomos a lugares reais e imaginários, bebemos mutamba na chuva (mutamba na chuva, mutamba na chuva... êh! êh!), fortalecemos nossos vínculos e nos unimos. Porque o que nos une é essa vontade de ser sempre melhores e mais sensíveis ao outro, de ensinar e aprender, caminhar e acreditar.

Esses dias foram de muitos sorrisos, idéias e, principalmente, de aprendizado e caminhada coletiva.
Voltei pra casa e até agora, quando me lembro desses dias mágicos, me pego sorrindo, e pensando nos rinocerontes excitados e nos cronópios e nas lindas pessoas que deixaram suas marcas nessa cidade que se encantou e se iluminou com tanta alegria!

Nádia Pinheiro

Foto: Leopoldo Fidyka

2 comentários:

compartilhar