domingo, 21 de novembro de 2010

Meu Nome


Por: Gláucia Ribeiro
Olhando no Horizonte
Até vejo atrás dos montes
Onde devo chegar

O caminho é infinito
As vezes até me irrito
Chegando a soltar um grito
Grito de não!

Viajando na contramão
Levado pela corrupção
Eu não posso fraquejar

Mais quem vai aqui parar?
Sou menino, homem, gigante
más escondido atrás dos montes
Sem poder me revelar

Às vezes até apareço
Pelos cantos indefeso

Na esperança de chegar

Eu não posso fraquejar
Mais quem vai aqui parar?
Meu nome
É Brasil !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

compartilhar