domingo, 29 de agosto de 2010

Impressões




Por Nádia Pinheiro

Demorei um pouco a escrever sobre essa viagem à Buenos Aires. Talvez por não saber bem o que escrever ou por pensar que qualquer coisa que eu escrevesse seria insuficiente para expressar o sentimento vivido. Mas, enfim, criei coragem e reuni alguns pensamentos, pensamentos esses meio desordenados e talvez vagos, mas ainda assim, pensamentos.

A experiência de ir a outro país e cidade, conhecer outra cultura, outra língua. Buenos Aires tem um ar diferente, sorrisos diferentes, tem um cheiro próprio. A noite possui luzes e sons que encantam e que chamam.

Tive também a grande felicidade de poder conviver por algum tempo com uma pessoa que admiro tanto e que se tornou uma referência pra mim... foi isso que mais valeu a pena. Além claro, de poder conhecer e me aproximar mais de outras pessoas, que conseguiram me acrescentar algo.

Pude perceber o quanto a junção do Direito com a Arte se faz sólida e compreensível. Isso é algo que me faz bem, me faz sentir um calorzinho aqui dentro. Saber que daí parte uma vontade de repensar o Direito e de repensar os meus próprios pensamentos sobre o curso que escolhi fazer. Direito e Arte, sensibilidade... pra mim é como juntar o útil ao agradável.

Foi bom ver o quanto nosso projeto tem credibilidade, tem nomes fortes e boas idéias. Pude confiar mais no que estamos fazendo e aprender a defender ainda mais o que pensamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

compartilhar