domingo, 18 de abril de 2010

Estranha ocupação


Por Eduardo Rocha


Todas as quintas à noite eu e meus dois melhores amigos nos reunimos. Chamamos apenas um convidado! Não mais que um por vez, apesar da enorme fila de solicitações. Todos desejam ir. Recebemos cantadas das damas, os mais diversos convites dos rapazes. Às vezes, eles e elas chegam a ser agressivos. No entanto, a regra é clara: apenas é permitido um convidado por vez!
Reunido o time de quatro, definimos um nome para a equipe. Após longa discussão e muitas sugestões, acaba sempre sendo o mesmo: “quarteto de quatro”.
Procuramos, então, o melhor lugar. Nas cidades é muito difícil. Nas fazendas...um pouco mais fácil. Tem que ter a localização perfeita. Combinação inigualavelmente harmônica entre a lua, as árvores e o solo. Não é fácil! Algumas vezes voltamos para casa decepcionados, mas conformados por não encontrá-la.
Encontrado o local, sentamos no chão e cavamos. Caçamos, então, minhocas! É indescritível a sensação de ter o anelídeo redondinho e macio entre os dedos. Deve-se apertá-lo calma e levemente, assim, intensifica-se o prazer e não se corre o risco de explodi-lo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

compartilhar