quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A noite está calada


Por: Daniela Diniz

A noite está calada,
Nem a brisa fala.
Queria que das estrelas descessem
As mais belas palavras
Para este lamento de amor
E descrevessem o brilho de seus olhos
Que escorriam nas paixões
Nos encontros, nos textos,
Nos desejos de outro porvir.
A esperança nas possibilidades
A fé na diversidade
A pura tez branca
A luminosidade por trás da dúvida
A abertura para ser fiel a si mesmo.

Desse silêncio noturno,
Donde cai uma chuva de água e sal,
Um breve alento vem das flores
Da certeza de que agora,
Seus olhos cerrados
Estão a sonhar
As mais belas paisagens
Que as estrelas não puderam
me emprestar.


...

2 comentários:

  1. Lindo, Daniela...

    Bom enxergar meus sentimentos nas suas palavras...

    E obrigada, Warat!

    ResponderExcluir
  2. Gracias....por tanto amor. Son palabras bellisimasFlorencia Warat

    ResponderExcluir

compartilhar